Estudos mostram a eficácia de diferentes nutrientes, bioativos e componentes nutricionais na modulação de desordens estéticas, tornando a conduta dietoterápica cada vez mais assertiva a partir de fontes alimentares de qualidade. Para isso, alguns dos mais recentes são evidenciados a seguir:

 

#CoenzimaQ10NaEstética

Um estudo publicado por ŽMITEK et al. (2016) avaliou os efeitos da suplementação dietética com coenzima Q10 na melhora do eritema e dos sinais típicos do envelhecimento, como rugas, hidratação e elasticidade da pele. Foi observado que, após doze semanas de suplementação oral com coenzima Q10, essa se mostrou capaz de reduzir severamente as rugas, melhorando a maciez e a firmeza da pele dos indivíduos avaliados.

Apoiada por esta evidência, a coenzima Q10 também se tornou um ingrediente funcional interessante nos produtos de beleza, formulados a saúde da pele. Contudo, os resultados comparativos do estudo mostraram que, em relação à aplicação tópica, onde a barreira da pele limita a penetração da coenzima, a ingestão oral é capaz de promover melhores efeitos e mais eficientes na derme.

 

#ChiaNaEstética

A psoríase é uma doença crônica inflamatória e autoimune, que afeta a pele, unha, mucosas e articulações. Em estudo de Odierno et al. (2015), os autores observaram que a semente de chia, em razão de seu elevado teor de ácidos graxos ômega-3, pode contribuir como potente anti-inflamatório, inibindo a atuação de citocinas pró-inflamatórias no organismo.

 

#CentellaAsiáticaNaEstética

A literatura apontou que a centella asiática, erva perene de origem asiática, possui efeito anti-inflamatório e estimulante das estruturas do tecido conjuntivo e vascular, além de atuar como potente cicatrizante na celulite. Composta de asiaticosídeo, ácido madecássico, e ácido asiático, a centella asiática acelera o metabolismo da lisina e da prolina – aminoácidos fundamentais para a estrutura do colágeno, reduzindo edemas na microcirculação, diminuindo a aparência da celulite na pele.           

Outros alimentos e compostos ativos também são eficazes na nutrição estética, como chá verde, gengibre, melão de Cantaloupe, cranberry, entre outros.

Para se atualizar na nutrição estética com os mais renomados profissionais da área, se inscreva no MBNE2019!

 

REFERÊNCIAS

ŽMITEK, K. et al. The effect of dietary intake of coenzyme Q10 on skin parameters and condition: results of a randomised, placebo‐controlled, double‐blind study. Biofactors, v. 43, n. 1, p. 132-40, ago. 2016.

ODIERNO, K.F. et al. Perfil nutricional e consumo de alimentos inflamatórios e anti-inflamatórios de pacientes atendidos no ambulatório de psoríase de uma unidade de saúde-escola de Itajaí, SC. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, v. 10, n. 4, p. 1017-30. 2015.

VITOR, J. A intervenção nutricional no tratamento e prevenção da hidrolipodistrofia ginóide. 2018. 21 fls. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília. 2018.